Corrupção – 5ª Edição Fevereiro/17

Corrupção – 5ª Edição Fevereiro/17

Devido a tantos casos de corrupção que estão aparecendo nos últimos anos poderia parecer, para muitos de nós, que toda a população brasileira esteja expelindo faísca e muito bronqueada com nossos políticos. Correto? Pois é. Mas não é bem isso o que acontece. De fato, se você sair conversando com as pessoas na rua, sem dúvida alguma você encontrará alguns que dirão que está tudo bem, que a corrupção é coisa que acontece mesmo, algo normal, etc. Sem falar daqueles que dirão que “tem gente se preocupando demais com coisa boba”. Como se nosso dinheiro sendo roubado fosse algo bobo. Como exemplo disso, aqui em Sorocaba foi o caso do ex-secretário do governo passado, que encontrando um envelope de dólares no aeroporto de Campinas, colocou na carteira para devolve-lo depois ou também de alguém colocar uma nota de 20 reais dentro do documento do carro antes de entregá-lo ao policial…
Resumindo, nossa sociedade não tem estudo suficiente. Temos uma maioria de desonestos (vide o famoso “jeitinho brasileiro”, de estacionar na vaga reservada para idosos e especiais, etc) que não têm consciência suficiente para perceber o péssimo exemplo que está causando.
Sendo assim, como poderíamos ter políticos diferentes disso? Temos de nos lembrar, que o povo de uma nação, são todos: pobres, ricos, honestos e desonestos. O “povo” não é uma classe exclusiva, são todos. E isso inclui os políticos, afinal eles não são “alienígenas vindos do espaço sideral”, eles saem do próprio povo. E, aliás, é por isso mesmo que temos uma bancada religiosa no Congresso e nas Câmaras Municipais: apenas cerca de 10% de nossa população não é religiosa. Porém não significa que seja apenas a soma de ateus e agnósticos. Aqueles que deixaram sua religião e estão à procura de uma nova também entram na conta. Resumindo, 90% tem uma religião e diz que acredita em Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *