Engavetando Sonhos – 7ª Edição Agosto/17

Engavetando Sonhos – 7ª Edição Agosto/17

Temendo os efeitos negativos da Operação Lava Jato sobre as eleições de 2018, a cúpula do Congresso quer aprovar uma reforma política com propostas que privilegia a reeleição dos atuais deputados e dificulta a renovação de nomes na Casa. O objetivo é garantir a manutenção do foro privilegiado dos parlamentares em meio ao avanço da investigação da Lava Jato.
Como vemos o nosso sistema eleitoral em nosso país é podre. Tem de fazer uma impa geral, botar para fora todo mundo que está aí, de presidente a governadores, passando por deputados e senadores. O Brasil precisa de um outro tipo de governo, abrindo a participação da classe operária ao lado do povo pobre na formação de conselhos populares, onde a população decide  cotidianamente o que deve ser feito no país. Se ainda não temos condições para termos um governo assim, pelo menos que se façam novas eleições, gerais, para que o povo possa ter o direito de trocar todo mundo que está aí.  E eleições com novas regras, tempo igual de TV para todas as candidaturas, sem financiamento das empresas, onde a igualdade seja absoluta para todos os concorrentes, etc. O povo não quer esta reforma política formulada pelos congressistas, prova contundente desta insatisfação popular foi a campanha de assinaturas patrocinadas por várias
entidades, tendo a CNBB e a OAB no comando, junto em uma coalizão formada por 114 das mais representativas entidades e movimentos sociais do país, coletando e entregando mais de
um milhão e quinhentos mil assinaturas ao Congresso Nacional. Os deputados ignoraram engavetando o sonho de milhões de eleitores.

1 Comentário

  1. Manoel Batista Correia disse:

    Ano que vem, teremos copa do mundo, com certeza mais uma vez a grande maioria será manipulada neste evento.
    Porém o evento mais importante e derradeiro será as eleições, o qual com toda a certeza a grande mídia, enquanto ocorrer a famigerada copa, não dará a devida atenção.
    Temos que estar mobilizados para arrancar de vez estas ratazanas e empesteiam nossa Política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *